TCA Inoxidáveis
Tel. : (11) 2065-6565 / 3090- 1050

Informações


Aço inoxidável

O elemento químico mais importante nos Aços Inoxidáveis é o Cromo ( Cr ), mas outros elementos de liga são igualmente importantes. Os Aços Inoxidáveis são compostos por no mínimo 12% de cromo, teor que garante a formação de uma película passiva de óxido de cromo contínua e protetora em sua superfície. Esta película é que confere a principal característica desses materiais, a resistência à corrosão em diferentes temperaturas e meios. O cromo nos Aços Inoxidáveis possui grande afinidade com o oxigênio. Na superfície do aço forma-se, uma película de óxido de cromo. Esta película tem por característica ser passiva, tenaz e renovável, ou seja, se a película for danificada ou removida por qualquer razão, mais cromo contido no aço será exposto ao ar formando mais óxido de cromo. Na língua inglesa esta característica deu origem à palavra Stainless Steel, cuja tradução literal significa aço sem mancha.

A proporção de ferro e cromo pode variar nos aços inoxidáveis, assim como a adição de elementos de liga como níquel, molibdênio, manganês e nitrogênio podem diversificar a aplicação. Cada classe dos Aços Inoxidáveis possui propriedades mecânicas e físicas únicas, geralmente elas são subdivididas em cinco principais categorias:
• Aços inoxidáveis austeníticos – são ligas a base de ferro-cromo (16-30%) - níquel (8-35%). Os mais conhecidos Aços Inoxidáveis Austeníticos são os da série 300, como por exemplo, os aços AISI 304, 304L, 316, 316L. Por questão de custo, parte do níquel pode ser substituído por manganês ou nitrogênio, podendo formar outro sistema na família dos Aços Inoxidáveis Austeníticos, a série 200. São exemplos os aços AISI 201, 202 e 204. Todos os Aços Inoxidáveis Austeníticos, após tratamento térmico, são predominantemente austeníticos e não magnéticos. O teor de carbono é, em geral, inferior a 0,08%.
• Aços inoxidáveis ferríticos – são ligas ferro-cromo ferríticas, e que não endurecem por tratamento térmico de têmpera. Geralmente, possuem menor teor de carbono e níquel. Neste grupo podemos citar os aços AISI 409, 439 e 444.
• Aços inoxidáveis duplex – são ligas cujas microestruturas contendo austenita e ferrita em frações similares são obtidas com composições balanceadas de ferro-cromo(18-27%) - níquel(4-7%) - molibdênio(1-4%) e outros elementos. Fazem parte desta família os aços, UNS S32205 e S32750. Esta classe possui propriedades mecânicas e de corrosão similares ou superiores aos austeníticos.
• Aços inoxidáveis martensíticos – são essencialmente ligas de ferro-cromo(11-18%), com teor de carbono acima de 0,1% em massa; para garantir que a microestrutura seja martensítica. Aços Inoxidáveis martensíticos são necessários quando a aplicação requer propriedades de boa resistência à tração, fluência e resistência à fadiga combinadas com a resistência à corrosão, após o tratamento térmico. Neste grupo podemos citar os aços AISI 410 e 420.

• Aços inoxidáveis endurecidos por precipitação – são ligas ferro-cromo(12-17%), níquel(4-8%), molibdênio(0-2%) contendo adições de elementos que permitem o endurecimento da martensita de baixo carbono pela precipitação de compostos intermetálicos, como alumínio, cobre, nióbio e/ou titânio.

TCA - Tubos e Conexões de Aço Ltda
Rua Serra da Paracaina, 680 - Mooca - São Paulo - SP